terça-feira, 10 de maio de 2016

Uma declaração de Amor



“Mãe”, uma simples palavra que quer dizer delicadeza, carinho, companheirismo, amizade, alegria, grandiosidade e ao mesmo tempo simplicidade; persistência, capacidade, fidelidade, sinceridade, conhecimento, cuidado, luta, braveza, valência, coragem... Que quer dizer chorar, se irritar, se cansar, mas nunca desistir, quer dizer ser única e abençoada... quer dizer AMOR acima de tudo.
Deus é um ser incrível mesmo. Te enviou Daniela Nunes Chirinian para nós, sua família, e podemos dizer que fomos abençoados por uma pessoa indescritível, que em meios a uma tempestade nos protege com seu guarda-chuva, que pode ser pequeno para 7 pessoas? Pode. Mas é em meio as complicações q os milagres acontecem, e você consegue com seu pequenos guarda-chuva nos levar para um lugar seguro.
Por isso te agradecemos imensamente por tudo, e sempre iremos te agradecer...
NÓS TE AMAMOS!!!
Pedro, Vi, Mari, Ni e Fefo
OBS: o Pedro quer uma lavadora e secadora de pratos
Feliz dia das mães a todas as mães do mundo!


Victoria Anuch

segunda-feira, 25 de abril de 2016

As aspirações políticas De Maria Clara


        IMPEACHMENT 1


Hello pessoal!!!
Tudo bem com vcs?
Sumida por bons motivos, tenho trabalhado demais.
Ai, neste feriadão, o corpo não aguentou e pediu arrego: descanso merecido na casa da sogra.
Criançada pescando, correndo com pé no chão, brincando no parquinho, e aproveitando o espaço, tão restrito na cidade grande.
Vida da roça é outra coisa e morro (morro de verdade verdadeira, jurada de dedinho) da vidinha e do ar puro do interiorrrrrr.
E as crias também sentem um tanto, a falta de ar puro e mato.
Só não sinto falta dos insetos! Vamos combinar que ninguém merece aquele monte de bicho cafungando em cima da gente, não é, não?
Agora do céu azul, da temperatura mais amena por conta do mato, do cheiro de mato e do cocô de vaca, a isso sim é o bom da vida.
Pois é! Gosto sim do cheiro de cocô de vaca, cheiro de curral, e descobri que não sou a única com esses fetiches bizarros que remetem as lembranças da infância.
Quando eu era pequena e minha vó paterna, a Petita, morava em Ouro Fino, íamos passar as férias na casa dela.
De madrugada, meu pai acordava a gente, eu, meu irmão e meus primos, (e se meus tios estivessem lá, iam também), pegávamos o copo com Toddy ou café, e lá íamos pra fazenda leiteira, tomar leite direto da teta da vaca.
A vida era simples assim, leite quente da teta da vaca, sem contaminação, sem essa aporrinhação toda de doenças transmitidas e a pqp... Nós éramos crianças felizes e saudáveis.
A e o cheiro da bosta da vaca! Isso que era felicidade!
Cheirinhos e aromas a parte, o que tem chamado a nossa atenção estas semanas foi o quadro político e financeiro de nosso País.
As coisas não estão nada bem e longe de ter um final feliz.
Cusparadas, apologias públicas a torturadores, atendimentos as preces em menos de 24 para um país livre de corruptos (Deus é fiel!), o grande sentimentalismo familiar dos deputados e a grande integralidade religiosa de nossos representantes públicos (que de jeito nenhum me representam!) a Maria Clara, quer a todo custo, ser Presidente do Brasil.
Vocês acreditam que ela assistiu aos votos para a instauração do processo de impeachment?
Ela quer que a Dilma saia da presidência e não quer que o Temer assuma, pois "mãe, ele é igual a ela, né?!"
E no auge dos seus oito anos, em que ela não tem a mínima dimensão sobre do que se trata a reforma agrária, e as patifarias do MST, ela olha ao redor e me diz: "Mamãe, olha ali quanta terra para fazer casa para as pessoas pobres! Como tem tanto espaço e ainda tem tanta gente que não tem onde morar?"
E pensa que as crianças precisam de hospitais. "Vou construir um monte de hospitais!" e claro,  para os animais também, pois os bichinhos abandonados também precisam de uma casa!
Maria Clara, não sabe o que é direita ou esquerda. Ela não sabe o que são partidos políticos.
Mas, ela tem a visão de que as coisas não vão bem no País que ela mora, e que ela entende ser muito grande e ter uma diversidade gigantesca de pessoas.
Na escola ela aprendeu que somos negros, mulatos, mamelucos, índios e brancos e que todos temos os mesmos direitos e deveres perante a sociedade.
A única coisa que ela não entendeu muito bem, é que quando for Presidente, ela não pode contratar a família para trabalhar ao seu lado, pois não sabe o que significa nepotismo, mas já explicamos que mesmo que amemos demais a nossa família, não podemos contrata-los para trabalhar em caso de trabalho no poder público.
"Mas, mamãe, eu preciso de você para ser minha secretária!"
Mas a Maria Clara deve saber desde pequena, que não podemos favorecer ninguém, nem a mamãe, mesmo que a maioria de nossos representantes legais também não tenham entendido isso, ou não quiseram entender mesmo (é só verificar, quanto amor eles tem para dar para a família, não é mesmo?!)
Enfim, ela já entende que o nosso País é uma coisa séria e que não se brinca com a vida de seres humanos, de gente, ou como esses tidos políticos, gostam de tratar: os eleitores.
Que todos devem ser tratados com dignidade e merecem uma boa condição de vida e que nosso País, oferta isso sim, ao seu povo.
Resta a descontaminação!
E que surja uma nova juventude, com o coração da Maria Clara, lutando por justiça, pela igualdade de direitos e exterminando definitivamente da vida de cada brasileiro a corrupção.
Que venham as Marias e os Joãos, que abracem a legitimidade de um País digno, de ser chamado de Nação Brasileira!
#euacreditonofuturodobrasil
#euacreditoquemeusfilhossaoofuturodobrasil

Beijocas,

Dani Nunes


sexta-feira, 4 de março de 2016

Cuidado Com o Poder...

Boa tarde Galerinha!

Tudo bem com vocês?

Aqui terminamos o ciclo da virose comigo:  uma baita ferida na boca, graças a herpes zoster que teima em se manifestar toda a vez que a imunidade baixa.

Ai fica aquela "belezzzuraaaa", bonita, bonita...

Feridas e feiura a parte, o post sobre bullying bombou!

Foi tão grande a repercussão, que fiquei assustada.

Mas o melhor de tudo é que a força de expressão teve resultado: positivo, evidente!

Ser mãe é bom de mais, você mete os pés pelas mãos e as mãos pela boca...(caga, senta em cima) Mas ser mãe e blogueira é bafônico!!!

Primeiramente quero parabenizar, a guria, que me levou ao estado de fúria materna, porque ela percebeu, que, antes de julgarmos ou ofendermos uma pessoa, é melhor dar um crédito; antes de achincalhar com o ser.

Essas palavras abaixo, são para você:

Eu sei, eu sei, de fato, vão existir no mundo pessoas que você deva odiar de verdade: o ex-presidente Lula, o Bin Laden, o grupo terrorista estado islâmico, o SUS... Mas para as pessoas que estão a sua volta, vai por mim: dê uma chance, dê uma nova chance e conheça as pessoas de fato, antes de tirar conclusões.

Outra coisa: Garoto nesta idade, 13/14 anos, é chato por natureza!

Não é só o Pedro, não! Tipo, 88% deles.

É que as meninas são muito mais descoladas e amadurecem muito mais rápido, e acabam não tendo paciência com Steven Universo ou a Crunch da semana... Mas os meninos nesta idade, mesmo sendo chatos, são amigos de verdade!

Então, obrigada por sua generosidade! S2 S2 S2 (fim)

E para todos, eu digo, Blogar é bom de mais!

Você coloca tudo que te pertence e não pertence para fora, vomita generalizado e pronto!

Começa a colher bons frutos (as vezes não, hihihihi, tipo DRS - abafa!) das situações.

Tá nervosa? Vem blogar.

Por que oque vale são as verdades, viver a verdade.

E na maioria das vezes a verdade dói. Mas se você encara, enfrenta e uma hora passa...

E deixa agente mais forte... ( passando mal, querendo esganar o mundo, mas passa)

Bem, hoje feliz com o "Poder" curativo da Mãe Blogueira!!!!

Bjs e bom findes.

Dani Nunes

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Vamos falar sobre Bullying?



Oi pessoal, boa noite!

Tudo bem com vocês?

Por aqui, como sempre... Nem preciso dizer a palavra, vocês já sabem de cor e salteado.

Começamos definitivamente o ano, after Carnaval. Começaram as lições de casa,  calendários de provas, os trabalhos escolares e também os "problemas escolares".

Sabe, faz tempo que queria falar sobre este assunto, mas nunca soube como abordá-lo, por que me machuca, corta, destrói.

Vamos falar sobre o Bullying?

Bullying  É um Sub tipo de violência escolar; traduz-se num conjunto de comportamentos agressivos, intencionais e repetitivos, levados a cabo por um ou mais alunos contra outro. Manifesta-se através de insultos, piadas, gozações, apelidos cruéis, ridicularizações, entre outros." fonte Portal do Bullying

O termo foi designado por Dan Olweus, estudioso que buscava o por que das tendências suicidas dos jovens e adolescentes.

Então, todos os tipos de maus tratos comportamentais sofridos nas escolas, clubes, grupos de amigos, que ofendem, denigrem e fazem com que o outro, se sinta constrangido ou diminuído, é bullying. E ele sempre existiu, só não tinha nome.

No meu tempo de escola, sempre tinham as crianças que eram achincalhadas, pelas outras.

Já tive amigo meu, que falou, "meu, você e as meninas (que andavam comigo) praticavam bullying comigo!" Rimos, mas eu acho que todo pré adolescente e adolescente, tem uma veia sarcástica e maldosa que pulsa dentro de si.

Todos!

Mas eu acho que pra tudo tem limite.

Nada justifica uma menina de 14 anos, que conheceu seu filho na escola há 20 dias dizer que o odeia.

Ou, nada justifica ver o seu filho não conseguir fazer amizade, por que não fuma, bebe e pega todas a minas.

Nada justifica que seu filho, seja abordado e apanhe de uma menina, porque ela simplesmente, "não vai com a cara dele".

Nada justifica o seu filho ser empurrado na aula de educação física, porque quem domina a aula são os "fortões marombeiros", e ainda, sendo justificados pelo professor, por que seu filho é gordo e mole.

Seus filhos não devem ser diminuídos pela posição social deles.

Nada justifica que sua filha seja chamada de puta, porque é mais bonita que as outras meninas e os meninos ficam dando em cima dela, e ela, com a boa criação que teve, sabe que não vai ficar beijando qualquer um. 

Por que ensinei para os meus filhos o que era o certo.

E como deveriam agir as pessoas de bem e de carácter.

E decência e carácter, não se mede com os bolsos cheio de dinheiro, ou por você ser da família de sicrano ou beltrano, por morar em uma mansão!

Decência vem de berço! E isso ninguém pode pagar!

Vem do amor que você recebeu dos seus pais.

Meus filhos não foram criados em uma lixeira, eles tem pai e mãe, uma família que sustenta e ampara todos os passos que eles dão e ainda vão dar.

Por isso, estou indignada!

E mais indignada, de que eu não posso abrir a boca, por que eles tem medo de retalhação.

Quando entra uma criança nova na escola, o legal seria que todos os acolhessem, e antes de tomar qualquer decisão sobre ser ou não amigo da pessoa, olhar os seus valores.

 "Eu não quero ser seu amigo; sai do meu pé, você fica atrás de mim e do ciclano; ninguém gosta de você!" São coisas demais para 20 dias.

E lá vou eu novamente pra saga de procurar uma escola, que agregue uma pessoa de bom coração e de alma limpa, meu filho!

Quantos anos passando por isso?

Ou ainda a cretina da professora que pergunta se seu filho tem problema mental? (Ele poderia dar aula para você, ok?!!!!! Respondendo a sua pergunta!) 

Ele é doce, super inteligente, amável e mais uma vez, eu digo: tem pai e mãe.

Estou revoltada, mas quem já esteve passando por esse tipo de situação e começa a ver ela se repetir, repetir, repetir, porque seu filho não se enquadra no "sistema" e na malandragem, sabe o que eu estou falando.

Hoje, depois de nossa conversa, ele me disse: "Mãe, acho que preciso de uma escola que tenha Deus"

E eu estou chorando, por que sei que Deus está no meu filho, mas pelo jeito, não mora mais na maioria das pessoas.

Choro, por que é muito difícil você passar por estas situações e ficar calada!

Então, aqui, eu deixo o meu desabafo e a minha decepção, com a maioria das escolas particulares e públicas desse país!

Pois tenho a certeza de que o meu caso, não é um caso isolado, de 1 em 100!

Temos o dever moral de cuidar de nossos filhos!

Antes que o sistema falido e abusivo, tome conta da mente e do coração de nossas crianças!

"O mundo é um lugar perigoso de se viver, não por causa daqueles que fazem o mal, mas sim por causa daqueles que observam e deixam o mal acontecer." Albert Einstein

Pronto está dito.

Maiores informações: http://www.portalbullying.com.pt/index.php?option=com_content&view=article&id=53&Itemid=58

Obs: se hoje houverem erros de gramática, em uma quantidade absurda, peços desculpas, pois maior foi a emoção que a capacidade de raciocínio.

#putadavida

Beijos,

Dani Nunes

  





sábado, 20 de fevereiro de 2016

Trá trá trá trá!


Oi genteeeee!

Tudo bem com vocês?

Aqui, como disse no face, pura correria (e você deve estar se perguntando, mas, alguma vez foi diferente?)

De volta a terra da garoa e agora sem chances de retornarmos pra São Roque, vamos ver o que vai ser daqui pra frente.

As crianças foram matriculadas em uma escola nova (particular, infelizmente!). Pois, fiz uma baita força pra conseguir vaga numa escola pública com ótimo conceito educacional. Saiu até na Super Interessante, como escola do futuro, mas, não deu certo. Esse novo sistema de matrícula do Governo do estado de SP, bagunçou o coreto. Não dava pra esperar mais um mês para conseguir vaga (se conseguisse).

E ai, voltamos a velha discussão: pagamos impostos e temos que nos sujeitar ao que o estado determina e pelo tipo de educação que recebemos, não nos contentamos com o que os nossos governantes ofertam. A extinta classe média, não se sujeita ao que está ai... E também não vou falar sobre isso hoje. Não com uma TPM nervosa e cheia de pontos de interrogação pela mente...

Voltando ao assunto, nosso assentamento em SP, de supetão, retornei ao meu negócio de festas, mas agora ao que parece, as coisas vão voltar a andar...

Realizei um evento, uma festa de aniversario do Sitio do Pica Pau Amarelo em um parque municipal.

As pessoas amaram! A decor estava linda e as comidinhas demais.

Este tipo de festa está se tornando moda em SP, e pelo que verifiquei, em algumas outras capitais também.

Mas não vão pensando que é só chegar no parque,  armar as tendas e fazer a festa.

Nada disso, viu!

Tem que ter autorização, e não pode um monte de coisinhas tipo: bexigas, coisas de vidro, bebidas alcoólicas, enfeitar arvores, e etc, etc, etc... Em alguns lugares, você precisa de autorização até para tirar as fotos, por isso, muita calma nesta hora e sempre, leve um lanchinho e doce extra para os convidados do parque, pois criança não entende muito bem o conceito de estarem utilizando o "parque" para uma festa privada.

Aqui, vou deixar um link do Blog Na Pracinha. Essas mineiras são muito legais e foram bem claras sobre o tema.

Quem quiser as dicas, fique a vontade.

http://www.napracinha.com.br/2015/02/como-organizar-uma-festa-de-aniversario.html


Mas, voltando ao meu evento, a festa foi show!

As crianças se divertiram a beça com a equipe de recreação que as donas da festa contrataram.

As comidinhas foram escolhidas a dedo, e o que chamou a atenção e aguçou o paladar dos convidados foi o meu Wrap de costela com queijo coalho e rúcula.

Tudo de bom...

Muito doce de roça, tipo abóbora e banana, oque foi ótimo, pois tinham convidados com intolerância a lactose,  algo que tem sido muito frequente atualmente.

Enfim, por isso fiquei sumida estes dias... Voltei ao trabalho, começo de ano letivo, busca de escola, começo de mudança...

As crianças estão bem.

Animadas e felizes com a nova escola, agora só pensam na casa nova.

Dona Maria Clara já pediu a casa nova de aniversário!

E o Felipe está terrível. Não para um minuto e por conta de toda a agitação, não está engordando.

O Tio Zé, entrou com vitamina e um complemento alimentar, para ver se começa a aumentar o peso.

E do lado oposto da balança Maria Clara, ganhou 2,5 quilos no mês e o Pepe (cala a boca!) 5 quilinhos a mais... (está quase com 70!) Vai todo mundo entrar na dieta.

E a arte da semana ficou por minha conta mesmo! kkkkkkkkkkkkk

Fiz um corte ultra moderno no cabelo do Felipe, pra não dizer que caguei na cabeça do menino literalmente! kkkkkkkkkkkkkkk

Posto a foto do look no face pra vcs!

De médica e cabelereira toda mãe tem um pouco! (Né MÃEEEEEEEEE! kkkkkkkk Que quase fez o meu irmão virar o Van Gogh!)

E essa onda de metralhadora... Sobrou para quem?

Mamãe é claro! Que adora essas músicas super cultasssss.

Felipinho entrou na onda e só quer metralhar!

Chama a Mari, a Vi e o Nicas e dança, dança e fica tatatatatatata!

E eu passando mal, pois todas estas músicas que consomem o cérebro o meu caçula, adoraaaaa!

Papai Carlos fica em choque... E depois da gargalhadas em descobrir que os garotos que como ele, amavam os Beatles e os Rolling Stones, estão em extinção... kkkkkkkkkkkk

Pois é, só nos resta esperar e apelar num futuro não muito distante para a Nossa Senhora do Bom Gosto. E que ela nos proteja!

Bjs para vocês e até a próxima!

Dani Nunes








quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Carta à 2016

Como sempre, esperamos a virada de ano.

Eu particularmente quero acreditar que o ato de virar a folhinha do calendário, irá renovar as minhas forças para um novo ciclo.

Não dá para varrer todos os problemas do ano velho pra de baixo do tapete, mas pelo menos durante os dez segundos que sucedem a chegada de janeiro, quero acreditar que tudo poderá ser diferente.

Então, os meus desejos de um Ano Novo:

Peço a Deus que me dê forças para prosseguir na minha caminhada e que guarde e proteja meus filhos. Amo cada um de vocês, ao infinito e além!!! (Esse ano, vou até tatuar um Hi5)

Eita, que esse ano chego nos 40!!! (Misericórdia!!! kkkkkkkkkkkkkk)

Que Ele cuide do meu marido e lhe dê sabedoria e capacidade de superação, além de abençoar mais um ano de amor e companheirismo.

Que meus pais sejam abençoados e de fato, vivam a vida.

Que meus sogros e minhas cunhadas, sejam fonte de vitória e de bons recomeços. Desejo também bons e novos amores para as minhas cunhadas! Força na peruca Dani e Karina!

Que minha irmã se ajeite profissionalmente fazendo oque ela gosta, mas que seja recompensada financeiramente, e que encontre um novo amor.

Para meu irmão, minha cunhada Jill e a prole que mais amo depois da minha (Leozinho, Henrique e Rafinha), que o casamento de vocês seja abençoado e que a família de vocês esteja sempre, acima de tudo. Amor, paz e saúde!!! Tim-Tim!!!

Não posso deixar de falar o que desejo pra duas pessoas que amo de paixão; Minhas irmãs de alma e que sem elas no decorrer deste ano, eu não seria ninguém: Ci e Carol!!! Minhas lindas e companheiras. O que seria de mim sem vocês também?!!!! Nós nos vimos pouco esse ano por conta da correria de nossas vidas, mas esse ano, tenho certeza que vai ser melhor. Desejo para vocês o que de melhor pode haver nessa vida, desde amores, amores bons, (daqueles que deixam a perna bamba), até a realização profissional e remunerada; Saúde (que Deus nos liberte de nossas TPMs - kkkkkk e enxaquecas) e muitaaaaaaa paz. E pra Vivi, desejo sucesso na nova etapa escolar que ira começar esse ano. Você tem uma família que te ama muito e nós também, que não somos sangue do seu sangue (kkkkkkkkk, que brega) mas estamos aqui pro que der e vier!

Outra pessoa que não vi este ano, e que amo, minha outra irmã de alma, daquelas que só de olhar, uma lê a outra: Quel!!!!! Amo vocês!!!! Chris, Gi e Theo! Vcs também são especiais demais pra gente!!!

Sandrão, César, Denis e Dani, esperamos que esse ano seja The Best!!!! Obrigada por vocês fazerem parte da nossa história também!!! Vocês estão sempre em nossos corações.

Melissa, sua pesteeeeeeeeeee!!!! Será que vamos conseguir nos ver esse ano?!!!!

Para a família e o restante dos amigos, tudo de melhor!!! Que 2016, seja de fato um Novo Ano!!!

AHHHHHHHH!!!!!! E tem uma coisa muito importante na minha lista: Nós queremos uma casa!!!!! Que Jesus nos abençoe com esse desejo!!! (Será que adianta eu fazer um vídeo como o da Maria Clara? Eu quero uma casa, eu quero uma casa! kkkkkkkkkkkk) Vai que dá certo!

Então, que seja por superstição, que seja por fé, ou o ato de começarmos um novo calendário, mas sempre e acima de tudo com Deus no coração, que venha 2016!

Happy New Year!!!

Beijos,

Dani Nunes




segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Fa faro fara faro fara fara faro faro fara faro fafaaaaaaaaa



E ai, genteeeeeeeeee?!!!

Tudo joinha depois do Natal?

E que Natal!!! Fala sério!!!

Eu tive que ajuntar moedinhas pra poder liquidar com o presente da molecada, e olha que foi o Natal das bugigangas.

Trocamos a RiHappy (que de rir não tem nada, só de chorar), pelas lojas de calçadão e foi assim, que o Papai Noel aterrizou na casa do tio Rá e da Tia Jill, este ano.

O Nicolas ainda não conseguiu entender muito bem, porque a cartinha dele não foi seguida a risca; e a Maria Clara, também não entendeu (apesar de ter amado, e eu queria ter tirado uma foto da cara dela, quando o viu) como ganhou um Bambolê...

Esse Papai Noel é maluco mesmo, né ?!

Quem saiu feliz da vida, foi o Felipe. Tanto badulaque da POPOPÓ, que só de ouvirmos a menção da pintadinha, a família inteira quer fugir... Mas como caçula e  rei da tirania, impera, então, seja feita a vontade da Majestade Fefo... e dale Popopó Popopóoooooo...

Mas entre mortos e feridos, todos estão sãos e salvos.

Agora é nos prepararmos pra virar esse ano.

Vai embora, por favor.

E mudando totalmente de assunto, se não vou começar com a sessão depressão descontrolada, meu post de hoje é pra falar de uma coisa inacreditável: Meu filho caçula não come!

Quem já ouviu isso?

Aposto que um monte de pais e mães.

É fase, é verme, é manha, é o peito (que não tirei ainda), é preguiça, é a puta que pariu (desculpem, mas esse assunto é muito delicado pra mim, que não sou nada delicada).

Mas não aguento mais!

Estou me descabelando e hoje cheguei no limite, depois do vinagrete, de 1 e 1/2 pote de danoninho e pasmem: FAROFA!!!!!! E o pior na colher de serviço dentro da panela.

Surtei!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

E não poderia deixar de contar isso para vocês, pois isso é uma afronta à mãe das criancinhas que cozinha uma comidinha nota 10.

Você faz arroz, feijão, salada, carninha e o ser,  seu filho amado, come vinagrete e farofa de balde?

Isso é pra humilhar qualquer mãe dedicada.

Juro, não sei mais o que fazer com o Felipe.

Mês que vêm, o pediatra dele, salve, salve amado Zé Agop, me aguarde!!!

Ele me disse que a fome faz criança comer terra, então, que pra inapetência tem remédio.

Juro! Já dei vitamina, já dei estimulante de apetite, já deixei passar fome (isso é mais ou menos verdade, por que ele sempre acaba mamando no peito, que está quase no volume morto, como a represa do Guarapiranga...e (suspiro)...sou mãe, caramba!)

Se alguém souber de uma reza, simpatia, macumba, favor me comunicar, porque estou a beira de um colapso nervoso. (deu pra perceber né?!)

Enfim, só me resta chorar ao som da batida da farofa e me confortar que dentro da mesma tinha cenoura.

Bjs com estalo da mandioca.

Obs: Agora me deu um estalo e pode ser que ele goste da textura da tapioca! (Por que ser mãe é isto: você não desiste jamais! É como ser um Jedi)

Dani Nunes